Vídeo

Me tire do buraco!

Autor:

Crônica, Humor, Piada

Seu João e as rimas

Autor:

Numa cidade do interior de Goiás (Sanclerlândia, pra ser mais específico) tinha um senhor daqueles bem humildes, caipirão de tudo.

Apesar de suas condições, ele adorava fazer rimas e versos. Quaisquer perguntas a ele direcionadas eram respondidas de pronto com um verso ou uma rima.

Logo um incauto perguntava a ele:

- Quantas horas são seu João?

- Qué sabê as hora, as hora eu vou num vô falá, só falo que é hora docê í trabaiá.

- Seu João, qual sua idade?

- Sua pergunta é boa, mas minha resposta é ruim, se insistí na pergunta vou socar seu fucim.

E assim ia ele sempre com seu humor questionável e seus versos.

Certo dia três moças resolveram que iriam confundir a cabeça do velho senhor. Elas o viram saindo de um açougue carregando uma sacolinha com fígado e combinaram que cada uma lhe faria uma pergunta.

No que elas se aproximaram dele cada uma lançou sua pergunta rapidamente, para não dar tempo dele pensar.

- Bom dia Senhor João, de onde o senhor vem?

- E pra onde o senhor vai?

- Quanto custou essa peça de fígado se não te pergunto mal?

Ele sem pestanejar respondeu:

- Não me pergunta mal moça bunita, me pergunta bem. Eu vim de casa vou pra Belém, a procura daquilo que as muié tem, acima do juêio imbaixo do imbigo, custou dez real a peça de figo.

“Piusca”